no faro da notícia

APCF esclarece sobre exames periciais em material digital apreendido na Operação Spoofing

A entidade presta esclarecimentos sobre os exames periciais no material digital apreendido com os hackers envolvidos na operação

Gustavo Azevedo

Novo Selo Comunicação

APCF

14 de abril de 2021 - 19:13

O presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Marcos Camargo, divulgou nota pública em defesa da perícia criminal federal. No posicionamento, a entidade presta esclarecimentos sobre os exames periciais no material digital apreendido com os hackers envolvidos na Operação Spoofing.

Confira:

“A Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF) vem a público prestar esclarecimentos sobre exames periciais no material digital apreendido com os hackers envolvidos na Operação Spoofing.

1. Em nenhum momento o Laudo de Perícia Criminal Federal (Informática) n° 640/2021 – INC/DITEC/PF afirma que os dados contidos no material apreendido não são autênticos. O que o documento informa é não ter sido possível atestar a integridade ou a autenticidade. Sob o aspecto forense, essa afirmação não se confunde com a determinação de inautenticidade, no todo ou em parte, dos dados.

2. Em relação aos registros de “áudio e vídeo” o Laudo é claro ao afirmar que a autenticidade poderá ser avaliada por meio de exames específicos referentes à verificação de edição, identificação de locutor (da voz humana) e análise fotográfica. Esses exames envolvem outros métodos forenses, a cargo de outros serviços do Instituto Nacional de Criminalística (INC), que não foram solicitados pelo condutor da investigação.

3. Para definir a autenticidade dos dados de conversas contidos no material apreendido, o próprio Laudo esclarece que seria preciso:

a) Buscar características intrínsecas do arquivo questionado, dentre as quais assinaturas digitais e carimbos de tempo emitidos por autoridade certificadora ou resumos criptográficos eventualmente registrados em local considerado seguro e confiável; e

b) Confronto direto do conteúdo do arquivo questionado com o conteúdo do arquivo padrão (amostra do arquivo digital cuja procedência ou integridade possa ser atestada por meios independentes do material examinado) que, no presente caso, seriam constituídos por arquivos fornecidos diretamente por empresa responsável pelo armazenamento dos arquivos em nuvem ou dos arquivos com cópias armazenadas em sistemas governamentais.

4. A recuperação de dados diretamente dos equipamentos originais, observada a cadeia de custódia, é uma prática forense utilizada para auxiliar a verificação de autenticidade dos dados. Contudo, os materiais para essa finalidade não foram apresentados à perícia criminal, não tendo sido objetos de exame.

5. A verificação da não existência de algumas das características acima apresentadas ou a impossibilidade de se processarem determinados exames, notadamente em razão de não ser possível a obtenção/recuperação de certos elementos, não permite e nem autoriza livre interpretação quanto à conclusão por um resultado de autenticidade ou não dos dados.

6. A perícia criminal federal é responsável por analisar os vestígios de modo técnico e científico, com isenção e equidistância das partes e em consonância com os procedimentos de cadeia de custódia previstos pelo Código de Processo Penal (art. 158 e ss.), aplicáveis tanto para vestígios oriundos de locais de crime como também os arrecadados nas buscas e apreensões. Ainda, os peritos criminais atuam sem qualquer comprometimento com eventuais teses e/ou linhas investigativas referentes à condução da investigação.”

Marcos Camargo, presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF)

Pautas relacionadas

IFS Global Markets: conheça programa que traz credibilidade para pequenas empresas do ramo alimentício

Atestar a qualidade dos alimentos oferecidos à população sempre foi um desafio para as pequenas e médias empresas, que se tornou ainda maior durante a pandemia da Covid-19 e as mudanças provocadas pelo novo modelo de consumo, representado pelo aumento de 46,7% na quantidade de empresas de delivery, e pelas características que os alimentos precisam […]

Andrezza Hernandes Rodrigues

APCER

4 dias atrás

FNCA Advogados expande atuação para empresas operantes na Zona Franca de Manaus

O FNCA Advogados, escritório referência em advocacia empresarial, anuncia atuação para empresas operantes na Zona Franca de Manaus. O escritório busca expandir sua expertise a nível nacional, tendo em vista a importância que a região tem para a economia como um todo, mas, ainda assim, segue desprovida de determinados tipos de prestações de serviços.   […]

Ketheleen Oliveira

FNCA Advogados

1 semana atrás

Empresas de Obras de Infraestrutura devem adotar sistemas de Compliance

Cada vez mais empresas tem buscado disponibilizar regras e sistemas de atuação de compliance em suas relações internas e externas com o objetivo de incentivar a denúncia de irregularidades na atuação de seus profissionais, alta direção e parceiros de negócio, seja nas relações privadas ou com a Administração Pública. Levantamento realizado pela Deloitte e a […]

Ana Flavya Martins Rigolon Hiar

Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac)

2 semanas atrás

  • Todos
  • Economia
  • Justiça
  • Outros
  • Política

Resultado Total: 0

Digite o assunto para exibirmos as pautas relacionadas