no faro da notícia

Os caminhos para construir uma marca jurídica de valor

O Pauteiro

10 de setembro de 2021 - 16:00

Como fortalecer o posicionamento e a atuação do escritório de advocacia diante da sociedade? Este é um questionamento comum de muitos colegas da área jurídica e, ao longo deste artigo, trarei algumas reflexões sobre o tema.

Sob o prisma de uma comunicação advocatícia ética para o mercado, um primeiro ponto que pode ser levado em conta é a produção de conteúdo informativo e relevante que possa, além de orientar os clientes, oferecer suporte para a população em geral quanto a dúvidas do universo jurídico.

Neste sentido, ao investirmos na difusão de análises, artigos e estudos de ordem intelectual, fomentamos a construção de uma marca jurídica valorosa e, consequentemente, contribuímos para o posicionamento estratégico de nossos escritórios. Dentro deste mesmo contexto, a apreciação de especialistas sobre matérias relativas à jurisprudência pode fomentar, de modo gradativo, consultas de veículos de imprensa em pautas de interesse público que, novamente, auxiliam na promoção de uma marca jurídica sólida.

Reputação valorosa e crível

Na constante jornada da construção de uma marca jurídica que tenha valor e credibilidade perante o mercado, vale destacar um ponto fundamental, que envolve a troca de conhecimentos e o relacionamento com pares do segmento do Direito por meio da participação em fóruns, debates, seminários e, por que não, através da docência.

Deste modo, além de consolidarmos redes de networking e aprimorarmos nosso know-how sobre atualizações da esfera jurídica, nos colocamos de modo ativo no mercado, contribuindo para que possamos erigir uma reputação que denota seriedade e interesse pelas tendências e transformações do saber de nossa área.

Dando sequência, o acompanhamento das possibilidades do ambiente digital e das inovações que cercam o Direito compõem outra etapa indispensável no plano de um posicionamento estratégico que faça jus as transformações de uma lógica social e econômica altamente digitalizadas.

Isso significa, em outras palavras, que devemos estar presentes nos meios em que nossos clientes estão e isso inclui desde as mídias sociais e blogs até portais especializados da internet, os quais, por sua vez, atuam como canais para a difusão e como repositórios de conhecimento especializado que podem auxiliar aos cidadãos e entregar conteúdos ricos e qualitativos à sociedade como um todo.

A ética é o principal guia de qualquer escritório

Em suma, o principal ponto para a construção de uma marca jurídica de valor envolve certamente a dedicação e um atendimento de excelência às demandas de nossos clientes, sempre com rigor técnico, empatia e entendimento da importância da oferta de uma experiência positiva para aqueles que, afinal, são as razões de existir de nossos escritórios.

Ou seja, a força de uma marca jurídica é a consequência natural de uma atuação ética, competente e comprometida com as atualizações do complexo e dinâmico do setor jurisprudente. No mercado brasileiro, a grande maioria das empresas ainda apresenta práticas antiéticas, ponto problemático que precisa ser revertido. Um estudo realizado pela Deloitte apontou que 80% das empresas nacionais constataram algum desvio de conduta nos últimos quatro anos e 76% foram expostas negativamente na imprensa devido a este motivo atrelado a casos de fraude.

Para que um escritório de advocacia atinja a maturidade ideal de confiança e credibilidade, é preciso ir no sentido oposto ao sinalizado pelo levantamento citado. Ética é um preceito básico no campo do Direito. A partir de tais pressupostos, tenho convicção de que os escritórios jurídicos, independentemente de seu nicho de atuação, poderão conquistar respaldo no mercado, fortalecendo suas marcas e, em última instância, todo o segmento jurídico do país que depende dos bons profissionais para avançar e desenhar seu futuro!

Reinaldo Nagao é Sócio na FNCA Advogados. Formado em Direito, o executivo possui mais de 12 anos de atuação no mercado, com especialização no departamento de Direito Tributário.

Pautas relacionadas

Ajufe parabeniza André Mendonça pela aprovação da indicação ao STF

NOTA PÚBLICA A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) parabeniza André Mendonça pela aprovação de seu nome pelo plenário do Senado Federal para integrar o Supremo Tribunal Federal (STF). O ex-Advogado-Geral da União demonstrou, durante a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, que preenche os requisitos constitucionais para atuar como ministro […]

João Pedro Carvalho

Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe)

2 dias atrás

Nota de Rogério Caboclo sobre a decisão do TJ-RJ desta 3ª feira (30/11)

“O presidente da CBF, Rogério Caboclo, não é parte e nunca foi citado para participar formalmente do processo em questão. Contudo, diante da decisão que foi hoje confirmada em segunda instância – ainda em sede liminar- ele se viu obrigado a ingressar nos autos na qualidade de terceiro prejudicado, eis que a ação civil pública […]

Wálter Nunes

Rogério Caboclo

3 dias atrás

Artigo: Justiça do Trabalho reabre as portas e os ouvidos ao trabalhador

Por Douglas Fragoso* Na língua inglesa, há uma expressão utilizada para se referir à oportunidade de se defender de críticas: Have your day in court[1], que, em tradução literal, seria como “ter seu dia no tribunal”. A partir dessa figura de linguagem, podemos imaginar um cidadão comum tendo a oportunidade de ter um dia da […]

Bianca Bispo

FNCA Advogados

4 dias atrás

  • Todos
  • Economia
  • Justiça
  • Outros
  • Política

Resultado Total: 0

Digite o assunto para exibirmos as pautas relacionadas